Palavras que andam

“Palavras que Andam” – Camões – Instituto da Cooperação e da Língua

Texto de Introdução ao Catálogo da Exposição Palavras que Andam
Percursos Culturais – Instituto Camões Maputo-Beira

PALAVRAS QUE ANDAM
Palavras que andam. Verbo no palmilhar dos pés. Sonhos-Sentimentos. Bênçãos de Luz. Percursos marcados de poesia. Instalações no corpo da vida. É o espírito mergulhado na carne. Criador. Criativo. São mandalas líricas vibrando no tasbih. São orações em cada pérola-pedra do terço. Sónia Sultuane viaja caminhos espirituais na cor do sangue, no arco-íris da alma. Mensagem mesclada. É andarilha de mundos plásticos. Suas mãos-energia abrem chacras em cada sílaba-objecto, em cada coração alado. Em caminhos de auto-descoberta vai instalando palavras-obras sagradas. Ternura. Infinitas vias na gramática da Arte. Com paciência descobre. Com Amor revela.
Breve, termino, interrogando: nas palavras-vozes que circulam por dentro de cada instalação, que espiritualidade alumbrada e alumbrante nos dá e nos cria esta primeira individual de Sónia Sultuane? Uma interrogação retórica que não precisa resposta, porque, afinal, é holística a Palavra-Génese das Belas Artes.

Calane da Silva
Junho / 2008

Maputo

Beira

Faça download do Catálogo da Exposição Palavras que Andam – Percursos Culturais – Instituto Camões Maputo-Beira.

pdf-symbol Download – Catálogo da Exposição Palavras que Andam – Percursos Culturais – Instituto Camões Maputo-Beira

Poeta, escritora, artista plástica, cronista e curadora.

%d bloggers like this: