Ana Rita Santiago

CARTOGRAFIAS EM CONSTRUÇÃO – ALGUMAS ESCRITORAS MOÇAMBICANAS

Este livro resulta da pesquisa “A Literatura de Autoria Afro-feminina em Moçambique e na Bahia-Brasil” desenvolvida no estágio pós-doutoral (2016-2017). Esta obra apresenta trinta autoras de Moçambique, acompanhadas de dados biográfi cos, resultado da varredura inicial, bem como breves apresentações sobre suas produções literárias, também seguidas de concisas leituras-interpretativas. Há também a menção a algumas autoras portuguesas em Moçambique, encontradas no percurso da pesquisa, e um abreviado dossiê das trilhas de estudo.

(DES) AMORES EM POÉTICAS DE (RE) EXISTÊNCIAS DE RITA SANTANA E SÓNIA SULTUANE

A reflexão, aqui apresentada, entende as relações amorosas, em dicções literárias, dissociadas de relações conjugais, matrimoniais etc. e associadas às afetivas que produzam satisfação, convívio, sonhos, prazer etc. Como ato de amar, de tais afinidades, por vezes, advêm, inclusive, desafetos, desamores, solidão, ambivalências, separações e desilusões. Compreendem-se (des) afetos, desse modo, como experiências de afeições que estão sujeitas às transgressões em se tratando de amor romântico, comumente, cantado e narrado em obras literárias.

Este texto constrói-se a partir do entendimento de múltiplas possibilidades de amar e de postulações sobre o amor do filósofo Nicolas Grimaldi (2011), em Metamorphoses de l’amour. Tem como objetivo principal tecer algumas considerações sobre recorrências de (des) amores na poética de Rita Santana, em Tratado das veias (2006), e Sónia Sultuane, em No colo da lua (2009).